Dente siso pelo convênio odontológico: saiba mais

A dor de dente já é de tirar o sono; mas, quando falamos em dente do siso, o problema pode ser ainda pior.

Muitas pessoas tem dúvidas em relação a esse dente, que também é conhecido como “ dente do juízo”. Ele é o último a nascer e, em alguns casos, pode causar muito desconforto.

Por outro lado, tratar desse dente não é tão difícil quanto parece, principalmente quando se tem um convênio odontológico. Para te ajudar a entender melhor sobre esse dente, escrevemos este artigo. Continue a leitura!

O que é o dente do siso?

Os dentes do siso são os últimos molares de nossa arcada dentária, sendo dois superiores e dois inferiores. São chamados de “dente do juízo” em alusão à idade que costumam nascer: geralmente entre os 17 e 21 anos.

No passado, eram dentes que tinham a função de ajudar a mastigação de alimentos mais rígidos. Hoje, devido a evolução do homem e de nossa forma de se alimentar, acaba por ser um dente praticamente sem nenhuma finalidade. Acredita-se, inclusive, que a tendência com o passar dos anos é de nascerem cada vez mais pessoas sem este dente.

Algumas pessoas já podem nascer sem ele, devido à ausência da formação do gérmen que origina este dente.

Problemas com o dente do siso

O dente do siso pode ocasionar alguns problemas. Os mais comuns são:

  • A falta de espaço para nascer, já que é um dos últimos dentes que nascem;

  • Cáries, devido à dificuldade para realizar a limpeza;

  • Uma forte inflamação e infecção dos tecidos moles que rodeiam os dentes, chamada de pericoronarite;

  • Apinhamento dentário, ou seja, dentes tortos. O dente do siso, pelo pouco espaço que tem disponível, pode pressionar os outros dentes, entortando-os;

  • Ficar retido no osso maxilar, dificultando a mastigação e causando muitas dores;

  • Quistos, que são o mesmo que cistos ou tumores, que podem destruir o osso do siso quanto dos outros dentes próximos. Esse é um dos problemas menos frequentes.

Todos esses problemas, em maior ou menor grau, contribuem para uma queda na qualidade de vida da pessoa de quem sofre com o dente do siso.

Cirurgia para extração do siso

A cirurgia de extração do dente do siso, chamada exodontia, é indicada em casos quando não há espaço para seu nascimento completo ou quando o dente permanece incluso, ou seja, sem nascer, causando desconforto e outros problemas para o paciente.

Também pode ser indicada nos seguintes casos:

  • Presença de infecção;

  • Incapacidade de realização de higiene;

  • Quando há indicações de próteses ou órteses.

A exodontia é um procedimento simples, realizado dentro do consultório odontológico, sob anestesia local. Por isso, não causa dor ao paciente. Ela pode ser mais ou menos complicada, conforme o estado do dente, a posição na arcada, a forma e o tamanho de suas raízes.

Apesar de não existir idade exata para a realização da cirurgia, não é recomendada que seja realizada em crianças.

Todavia, o procedimento se torna mais simples quando realizado no período que as raízes ainda não estão formadas, por volta dos 20 anos.

A recuperação é simples, envolvendo apenas alguns cuidados, como:

  • Não ingerir bebidas alcoólicas e fumar;

  • Não ingerir alimentos quentes e muito duros;

  • Dar preferência à sorvetes, alimentos mais gelados e pastosos.

Dente siso pelo convênio odontológico

O procedimento de extração do dente do siso está previsto no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS- Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Sendo assim, caso você tenha convênio odontológico, poderá realizar todo o tratamento de remoção do dente do siso, sem custos adicionais.

Vantagens do convênio odontológico

Os problemas com o dente do siso costumam se manifestar entre os 16 e 21 anos. Mas, é importante ter um plano odontológico em qualquer fase da vida. Afinal, procedimentos odontológicos costumam ser caros.

Não sabe qual plano odontológico escolher? A Cedro pode te ajudar! Entre contato agora mesmo em contato com um de nossos corretores: eles indicarão para você a melhor opção!

Gostou do nosso artigo? Continue sempre nos acompanhando.

 

Assine nosso conteúdo, é grátis

Vamos escrever os melhores conteúdos para você

Mais de 5.000 pessoas já recebem nossos textos de especialistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *