Depressão pós parto: cuidados começam durante a gravidez!

Um problema relativamente comum e que afeta mais de 25% das mães aqui no Brasil. Apesar de não ser um tema abordado com certa frequência, a Corretora Cedro sentiu a necessidade de produzir um artigo dedicado a falar sobre a depressão pós parto.

Orçamento em Todo o Brasil de Planos de Saúde, Odontológicos ou Seguros

Receba um contato por WhatsApp ou Ligação em 1 minuto

Neste artigo, você vai ficar por dentro de tudo sobre depressão pós parto: quando acontece, quais são as causas e se é possível evitá-la. Então, se você ficou interessado pelo assunto e deseja aprofundar seus conhecimentos sobre isso, basta continuar acompanhando o nosso texto. Boa leitura!

Gravidez e a depressão

Em primeiro lugar, a depressão pós parto é uma condição que envolve variações de humor, alternando entre episódios de profunda tristeza, picos de ansiedade e sensação de falta de esperança.

Além disso, alguns casos podem evoluir para uma forma mais grave da doença, mas isso acontece raramente. No entanto, é sempre bom ficar atenta aos sinais para que você busque ajuda médica o quanto antes, se necessário.

O que muita gente não sabe é que a depressão pode trazer consequências para o bebê. Isso acontece porque as mamães deprimidas passam a ter menos cuidado com a alimentação e a saúde, além de apresentar maiores alterações hormonais e interagir menos com o neném.

Todos sabemos que as alterações de humor são normais durante a gravidez, mas você deve procurar seu obstetra quando essas variações persistem por semanas ou meses, principalmente se vier acompanhada por sintomas como tristeza, fadiga, pensamentos de morte, irritabilidade, sentimentos de culpa e outros.

Quando aparece?

De antemão, a depressão pós-parto surge logo após o parto e apresenta sintomas como profunda tristeza e falta de esperança. Além disso, variações de humor e crises de choro também são sinais relatados por algumas mães.

Tudo isso ocorre, principalmente, devido às alterações hormonais típicas do final da gravidez. Este período é chamado de puerpério e é considerado como a fase mais difícil de toda a maternidade.

Por fim, nós queremos te tranquilizar, porque depressão pós parto não é frescura, fraqueza ou falha do caráter. Nosso conselho é que você não se culpe e não se cobre tanto assim, essa fase vai passar e você voltará a ser aquela mulher cheia de luz!

O que causa a depressão pós parto?

A verdade é que não há uma causa única e específica para a depressão pós parto, pois ela pode estar associada a fatores físicos, emocionais e, até mesmo, a histórico do paciente de outros transtornos mentais.

Por outro lado, temos o desequilíbrio hormonal que influencia diretamente no surgimento da doença. Além disso, outros fatores também podem causá-la ou ajudar a provocá-la. A seguir, veja quais são:

  • Privação de sono;
  • Falta de apoio;
  • alimentação;
  • Sedentarismo;
  • Vício em drogas lícitas ou ilícitas;
  • Isolamento.

Quais são os tipos?

Você sabia que existem três tipos de depressão pós parto? Certamente, este é um dos fatos que ninguém tinha te contado antes ou que você não sabia de forma nenhuma. Agora, que tal conhecer quais são essas “variações”? Confira:

  • Tristeza materna: mudanças súbitas de humor;
  • Depressão pós parto: pode durar semanas ou, até mesmo, meses;
  • Psicose pós partoa mulher perde contato com a realidade, podendo apresentar alucinações sonoras.

Participe do nosso Canal Silencioso do Telegram

Você vai receber conteúdos direto no seu celular, sem custo e totalmente gerenciado pela nossa equipe de escritores.

Participar do Canal do Telegram

Como evitar?

Por fim, nós gostaríamos de te dar algumas dicas a fim de evitar (ou pelo menos tentar) a depressão pós parto. Então, vamos conhecer quais são esses conselhos? Veja só:

  • Peça ajuda de outras pessoas para que você consiga ter uma melhor qualidade de vida: comer bem, descansar, praticar atividade física e receber apoio;
  • Faça o seu primeiro check-up pós natal até 3 ou 4 semanas após o parto;
  • Mantenha distância da cafeína, drogas e outros medicamentos.

Tome nota: se você apresenta maiores riscos de desenvolver depressão pós parto, busque ajuda médica, pois será necessário tomar alguns cuidados adicionais.

Orçamento em Todo o Brasil de Planos de Saúde, Odontológicos ou Seguros

Receba um contato por WhatsApp ou Ligação em 1 minuto

Depressão pós parto: não pare por aqui

Receba conteúdos e ofertas quentes na hora no seu email

Já somos mais de 5.000 assinantes em todo o Brasil, assine você tambem.

Você gostaria de receber outros conteúdos inéditos e relevantes que vão te ajudar a adquirir uma melhor qualidade de vida? Sim? O melhor de tudo é que é gratuito e simples de fazer, basta assinar nosso newsletter. Dessa forma, não tem mais desculpa para permanecer desatualizado(a)!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *