Efeitos colaterais dos anticoncepcionais e como combatê-los

Quando uma mulher inicia a sua vida sexual, um dos primeiros métodos contraceptivos que vem na cabeça é justamente a pílula anticoncepcional. Mas essa não é a sua única função, pois também pode ser usada no tratamento de doenças. Mas você sabe quais são os efeitos colaterais dos anticoncepcionais? Não? A Corretora Cedro explica!

Orçamento em Todo o Brasil de Planos de Saúde, Odontológicos ou Seguros

Receba um contato por WhatsApp ou Ligação em 1 minuto

Neste artigo, você vai ficar muito bem informada sobre a pílula anticoncepcional: quais são os tipos, quando devo trocar de anticoncepcional, quais são os efeitos colaterais, se é possível minimizá-los e muito mais. Ficou curiosa para saber mais? Então, basta continuar lendo o texto. Boa leitura!

Tipos de pílula anticoncepcional

Antes de mais nada, a pílula anticoncepcional é um método contraceptivo a base de hormônios e a sua finalidade é evitar a ovulação e, por consequência, impedindo uma gravidez não planejada. E, como é do conhecimento de todos, a sua eficácia é garantida quando a pílula anticoncepcional é ingerida corretamente, ou seja, todos os dias no mesmo horário.

Mas, afinal, quais são os tipos de pílula anticoncepcional? As pílulas podem ser divididas em dois grupos, veja quais são:

  • Pílulas combinadas: geralmente, possuem combinação de progesterona com estrógeno. Podem se dividir em monofásica (quando todos os comprimidos possuem a mesma quantidade de hormônio) e multifásica (quando as pílulas possuem diferentes quantidades de hormônio).
  • Minipílula ou pílula de progesterona: geralmente, a progesterona é o único hormônio em sua composição. Elas trazem a menor carga hormonal possível e devem ser tomadas se forma contínua.

7 efeitos colaterais dos anticoncepcionais

Primeiramente, a pílula anticoncepcional ainda é o método contraceptivo mais utilizado pelas mulheres e esse “sucesso” é devido a sua facilidade no uso e a sua alta taxa de eficácia. Contudo, nem tudo são flores e precisamos falar dos efeitos colaterais dos anticoncepcionais.

A seguir, descubra 7 efeitos colaterais que a pílula anticoncepcional pode causar:

  • Alteração do fluxo menstrual;
  • Dor de cabeça e náuseas;
  • Diminuição da libido;
  • Surgimento de espinhas;
  • Inchaço ou ganho de peso;
  • Alterações de humor;
  • Aumento do risco de trombose.

Vale ressaltar que os efeitos colaterais não significam, necessariamente, que a pílula anticoncepcional não esteja adequada para você. Esses sintomas podem surgir devido às alterações hormonais e por se tratar de um medicamento que, assim como qualquer outro, pode causar reações não desejadas.

Como minimizar os efeitos colaterais dos anticoncepcionais?

De antemão, os efeitos colaterais dos anticoncepcionais podem ser um tanto quanto incômodos, a depender da intensidade e da variedade de sintomas. Porém, nós queremos te tranquilizar, pois existem algumas atitudes que podem ser tomadas a fim de minimizar essas reações adversas. Acompanhe:

  • Consultar o ginecologista para avaliar se é necessário trocar de pílula;
  • Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Procurar um dermatologista para tratar as acnes;
  • O ginecologista pode indicar reposição hormonal para evitar a diminuição da libido;
  • Consultas regulares com um médico para verificar a pressão arterial, nível de açúcar no sangue e detectar possíveis coágulos.

De qualquer forma, o ideal é que você agende uma consulta com o seu ginecologista para avaliar os seus sintomas e, a partir daí, recomendar a melhor forma de minimizar os efeitos colaterais dos anticoncepcionais.

Quando devo trocar de anticoncepcional?

De modo geral, as mulheres costumam se adaptar muito bem ao uso da pílula anticoncepcional. No entanto, é preciso ficar atenta a alguns sinais, porque talvez esteja na hora de trocar de anticoncepcional. Afinal, a mulher evolui e os níveis hormonais também sofrem alterações com o passar do tempo.

Sendo assim, você precisa trocar de anticoncepcional quando:

  • O sangramento de escape não para;
  • Os problemas dermatológicos aparecem;
  • As dores de cabeça e náuseas são frequentes;
  • A mulher sente uma profunda alteração do desejo sexual e que não tenha relação com situações pessoais.

Participe do nosso Canal Silencioso do Telegram

Você vai receber conteúdos direto no seu celular, sem custo e totalmente gerenciado pela nossa equipe de escritores.

Participar do Canal do Telegram

Quanto tempo dura os efeitos colaterais dos anticoncepcionais?

De antemão, os efeitos colaterais dos anticoncepcionais tendem a surgir nos primeiros meses após a ingestão dos comprimidos ou quando acontece a troca de medicamento. A tendência é que os sintomas diminuam a medida que o corpo vai se adaptando.

Porém, se os efeitos colaterais dos anticoncepcionais demoram mais de 3 meses para desaparecer e os sintomas te impedem de realizar atividades do dia a dia, você precisa procurar o seu ginecologista para verificar o que está acontecendo e indicar a melhor solução para isso.

Orçamento em Todo o Brasil de Planos de Saúde, Odontológicos ou Seguros

Receba um contato por WhatsApp ou Ligação em 1 minuto

Efeitos colaterais dos anticoncepcionais: mais conteúdo

Receba conteúdos e ofertas quentes na hora no seu email

Já somos mais de 5.000 assinantes em todo o Brasil, assine você tambem.

Você gostou de saber mais sobre o universo dos anticoncepcionais? Desejamos que sim! Além de conhecer os efeitos colaterais dos anticoncepcionais, saiba que é possível adquirir ainda mais conhecimento e se tornar uma pessoa mais informada. Para isso, basta assinar nosso newsletter!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *