Gastrite: saiba mais sobre doenças e sintomas relacionados

Má digestão ou gastrite? O desconforto no estômago após as refeições muitas vezes é erroneamente “diagnosticado” pelas pessoas, o que destaca a importância da avaliação médica.

Provocando dor e queimação, a gastrite é um problema comum que demanda os cuidados adequados e pode interferir na qualidade de vida. Saiba mais sobre os sintomas, doenças associadas e outras informações relevantes sobre o assunto!

O que é gastrite?

Gastrite é a inflamação da mucosa que reveste o estômago. O problema pode ser agudo –quando aparece de repente – ou crônico, quando o processo inflamatório é gradativo e acompanha o indivíduo por muito mais tempo.

A doença pode ser classificada como erosiva (mais grave, provocando corrosão no revestimento gástrico) e não erosiva (quando há alterações na mucosa, que vão desde o desgaste até a transformação do tecido).

Nesse sentido, a gastrite pode trazer incômodos que incluem enjoo, falta de apetite e queimação no estômago. Em muitos casos, é assintomática.

Quais são as principais causas?

  • Consumo exagerado de álcool;

  • Uso prolongado de anti-inflamatórios e ácido acetilsalicílico;

  • Tabagismo;

  • Origem autoimune, quando há a produção de anticorpos que agridem a mucosa estomacal pelo próprio organismo;

  • Infecção bacteriana por Helicobacter pylori.

Identificando os sintomas

Como mencionamos, há situações em que a gastrite não provoca sintomas. Do mesmo modo, sentir um desconforto estomacal ocasional não configura necessariamente a doença.

Quando aparecem, os sinais comuns da gastrite são:

  • Indigestão (dispepsia);

  • Sensação de queimação no estômago;

  • Perda do apetite;

  • Náuseas e vômitos;

  • Dor na “boca do estômago”, que pode irradiar para outras regiões do corpo.

Doenças relacionadas à gastrite

É importante apontar que algumas enfermidades podem provocar a gastrite, enquanto outras são fatores de risco para o problema. A Doença de Crohn, por exemplo, aumenta as chances de desenvolvimento da doença.

Determinadas infecções virais (como o citomegalovírus) também podem estar por trás da gastrite, assim como doenças que comprometem o sistema imunológico, a exemplo de AIDS e câncer.

Gastrite tem cura?

Sim! Se identificada e tratada adequadamente por um especialista, a doença pode ser curada. A depender de cada caso, o tratamento pode envolver antibióticos, medicamentos específicos e mudanças na alimentação do dia a dia.

Procure um especialista: os perigos da automedicação

Quando o assunto é indigestão e desconfortos no estômago, é bastante comum que as pessoas façam um autodiagnóstico e lancem mão da automedicação. Não caia nessa armadilha!

Buscar informações na internet não substitui a avaliação de um especialista, que vai solicitar os exames adequados (incluindo a endoscopia) e prescrever o tratamento correto para cada caso.

Vale lembrar, ainda, que o uso de anti-inflamatórios sem receita e acompanhamento médico colabora para o surgimento de crises estomacais. Procure um gastroenterologista!

Dicas para prevenir a gastrite

  • Diminua o consumo de itens que aumentam a acidez estomacal, como café, alimentos gordurosos, álcool e comidas picantes;

  • Respeite o horário das refeições e não fique muito tempo em jejum;

  • Não fume;

  • Mastigue bem os alimentos;

  • Evite grandes refeições após muitas horas de jejum, investindo em pequenas refeições ao longo do dia.

Esperamos que tenha esclarecido suas dúvidas sobre o assunto!  Informar-se sobre saúde é um passo importante para manter a qualidade de vida. Agora que você sabe mais sobre a gastrite, assine nossa newsletter e acompanhe as atualizações da Cedro Corretora de Seguros!