Plano de saúde para grávida: saiba como funciona, carência e os benefícios

Quando estamos grávidas, cuidados com a nossa saúde são muito importantes para uma gestação sadia, que garanta tanto garantindo a saúde da gestante e também do bebê. Isso ajuda não apenas durante a gravidez, mas também na hora do parto. Por isso, o ideal é ter um bom plano de saúde para grávida.

Vale a pena ter um plano para gestantes?

Sem dúvida alguma, o plano de saúde para a grávida é a melhor opção. Mas o ideal mesmo é que a mulher, ao pensar em engravidar, já deve contratar o plano de saúde.

Isso porque ela pode realizar as suas consultas de acompanhamento pelo médico ginecologista antes mesmo de engravidar. Outro ponto positivo de se contratar um plano antes de engravidar, é que a carência para a realização do parto é de 300 dias (10 meses).

Durante a gravidez, a mulher que possui um plano de saúde pode contar com um atendimento médico diferenciado, podendo ter uma maior assiduidade e mais facilidade para a realização dos exames pré-natais.

Inclui também na vantagem do plano de saúde para grávida o custo-benefício. Isso porque, se a gestante for pagar por cada consulta ou exame separadamente, sairá bem mais caro.

Qual a diferença entre o plano de saúde para gestante e o plano convencional?

Normalmente, o plano de saúde para grávida costuma ser bem mais completo, pois, além da cobertura habitual de um plano de saúde convencional, ele conta ainda com a cobertura obstétrica. Isso inclui consultas de obstetrícia, exames pré-natais, maternidade, etc.

Além disso, muitos planos de saúde oferecem o planejamento familiar, onde você pode tirar suas dúvidas a respeito do assunto, como por exemplo, os melhores métodos anticoncepcionais para depois da gestação.

Existe plano de saúde para quem já está grávida?

Claro! Porém o que se deve prestar atenção ao contratar são os períodos de carência. Especialistas falam que até a 5ª semana de gestação é o prazo máximo indicado para a contratação do plano de saúde para grávida e, assim, obter o maior número de benefícios.

Porém, entre a 6ª e a 10ª semana ainda existem alguns benefícios a serem usufruídos pela gestante. Após este período, o único benefício é o atendimento emergencial.

Carências para exames de pré-natal e parto

Cada plano de saúde age de uma forma na hora da carência, porém, de acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS), o prazo máximo para alguns atendimentos são:

  • 300 dias para parto (10 meses);
  • 24hr para atendimento emergencial;
  • 180 dias para consultas e exames;
  • 180 dias para parto prematuro.

Existe plano de saúde carência zero para parto?

A carência para partos existe para que as empresas de plano de saúde não tomem prejuízos tendo a contratação apenas para a realização do parto. Porém, se o plano de saúde para grávida for empresarial, não existe esta carência tão grande. Ela é, geralmente, de 30 dias após a contratação.

Posso incluir o recém-nascido no meu plano de saúde?

Sim! O recém-nascido está automaticamente incluso no plano de saúde para grávida até os seus 30 dias de vida.

Após este prazo, ele poderá ser incluído como dependente em um plano de saúde para recém-nascidos. Mas os responsáveis devem saber que esta inclusão não é feita automaticamente.

Eles têm o período de 30 dias para fazer esta inclusão para que o bebê tenha direito a todos os benefícios de seu plano.

Como escolher um plano de saúde para grávida?

O melhor plano de saúde sempre será aquele que traz um melhor custo-benefício. Portanto, pesquise com calma, observe sempre os prazos de carência e converse com quem entende.

A Cedro Corretora pode te ajudar nesta escolha. Fale com um de nossos representantes, e assine a nossa newsletter para ter acesso a nossas novidades!