Ronco é sinal de doença? Saiba mais

O ronco é um som causado pela vibração dos tecidos da faringe no momento em que o ar passa por essa região. Afinal, quando uma pessoa dorme, há um relaxamento natural dessa musculatura e, por isso, acontece esse balanço quando o ar passa.

Ele pode ter várias causas, mas a mais conhecida é a apneia do sono. No entanto, esse fator pode estar ligado a doenças respiratórias.

Quer saber se o ronco é realmente uma doença? Continue acompanhando o texto e descubra. Boa leitura!

O que causa o ronco?

O ronco é um ruído que acontece quando há o estreitamento ou obstrução nas vias respiratórias superiores durante o momento do sono. Isso porque essa redução ocasiona a passagem de ar e provoca a vibração das estruturas.

Veja abaixo as principais causas do ronco:

  • Flacidez nos músculos da boca e da garganta;
  • Amídalas e adenoides hipertrofiadas;
  • Desvio de septo;
  • Pólipos no nariz;
  • Palato em forma de ogiva;
  • Rinite, sinusite e obstruções nasais;
  • Palato mole e úvula aumentada;
  • Queixo retraído;
  • Envelhecimento.

Além de todos esses fatores, o estilo de vida que uma pessoa leva pode levar ela a roncar demais. O consumo de bebidas alcóolicas pode provocar o ronco. Mas os fumantes também precisam ficar em alerta, pois esse hábito os leva a roncar demais.

Ronco é sinal de doença?

Quando o ronco acontece em longo prazo, ele pode ocasionar dores de cabeça, arritmia cardíaca, baixa concentração, sonolência diurna, cansaço e irritabilidade em uma pessoa. Portanto, isso afeta a qualidade de vida de um ser humano.

Além disso, o ronco pode ser um sinal de alerta mais grave: a apneia obstrutiva do sono. Essa é uma doença caracterizada pala obstrução da via aérea ao nível da garganta. Durante o sono, uma pessoa que ronca bastante pode ter uma parada na respiração que leva, em média, 20 segundos.

Esse é um tipo de doença mais comum em homens e, aproximadamente, 5% da população nacional é atingida. Dessa quantidade, 30% deles são pessoas acima de 50 anos de idade.

Ronco e doenças respiratórias

O ronco está relacionado à obstrução das vias respiratórias e esse estreitamento pode ser ocasionado por algumas doenças respiratórias. Patologias como asma, rinite, sinusite e infecções crônicas podem favorecer o ronco de uma pessoa.

Tratamento

A pessoa que ronca, normalmente, não ouve o seu próprio ronco. Mas é alertada por alguém sobre essa condição. Sendo assim, é importante procurar ajuda profissional para tratar esse problema, antes que se transforme em uma doença.

O tratamento depende do grau em que a pessoa se encontra. Para isso, o médico vai solicitar um exame para monitorar o sono do paciente.

Caso seja um problema mais sério, o tratamento ideal pode variar entre implantes no palato ao uso de aparelhos de auxílio respiratório.

No entanto, às vezes, uma simples mudança de rotina e de hábito para dormir pode resolver o problema. Sendo assim, o diagnóstico correto só pode ser dado por um especialista.

Para evitar o ronco, procure dormir de lado, manter o peso adequado, evitar o consumo de cigarro e bebida alcóolica e, ainda, praticar atividades físicas.

Gostou da informação? Para receber mais notícias como essa, assine a nossa newsletter.