Sedentarismo: todas as dúvidas respondidas

O sedentarismo, também conhecido por mal do século, afeta atualmente mais de 46% da população brasileira. Além isso, estima-se que cerca de 14% das mortes seja por causa dele.

A falta de atividades esportivas e de uma alimentação balanceada são as principais causas. No entanto, o que muitos não sabem é que a ausência de tarefas cotidianas, como subir e descer escadas, fazer caminhadas rotineiras e outras necessidades domésticas também são importantes para evitar o sedentarismo.

No texto abaixo, tiramos todas as suas dúvidas sobre esse problema de saúde, que costuma atingir mais as mulheres do que os homens. Confira!

Quais são os estágios do sedentarismo?

De acordo com a OMS, é considerado sedentário quem gasta menos de 2.200 calorias por semana ou 300 calorias por dia. O risco de infarto é 54% maior e 50% maior o risco de derrame cerebral entre as pessoas com sedentarismo.

Riscos como doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, osteoporose e muitos outros aumentam bastante em pessoas sedentárias. Por isso, é necessário ficar atento e sempre consultar o seu IMC. Além disso, o checkup anual é fundamental, bem como visitas regulares ao seu médico para prevenir doenças graves e até morte súbita por causa do sedentarismo.

Quais os impactos na infância?

Com a quantidade cada vez maior de computadores, televisão e videogames, muitas crianças ficam o dia inteiro sentadas, comendo alimentos e guloseimas nem sempre saudáveis.

Isso impacta bastante, aumentando os índices de obesidade infantil e, no futuro, diminuem bastante as expectativas de vida das crianças em relação aos seus pais.

Muitas vezes, as crianças continuam magras durante a infância mas, devido ao maus hábitos alimentares, podem se tornar adultos obesos.

Por isso, sempre é bom estimular atividades fora de casa, como brincadeiras de rua e passeios em parques. Aulas de Educação Física na escola também são essenciais para um bom desenvolvimento físico.

Existem benefícios nas atividades físicas?

As atividades físicas promovem não só a saúde do corpo, mas da mente também. Fazer pelo menos 30 minutos de atividades físicas por três vezes na semana, no mínimo, promove uma maior sensação de bem estar. Além dela, reduz a ocorrência de doenças como Alzheimer, promove o emagrecimento e redução do colesterol ruim e da glicose.

As atividades físicas também diminuem o risco de morte súbita e ainda fortalecem os ossos, músculos e articulações. Auxilia também na manutenção do peso e alivia tensões musculares, causadas pela rotina corrida e o estresse. Logo, atividades físicas promovem muito mais benefícios do que a maioria das pessoas imagina.

No entanto, para quem não está acostumado, é necessário começar aos poucos. Adotar um cachorro, por exemplo, auxilia bastante a ter o hábito de caminhadas diárias com o bichinho. Bastam 30 minutos todos os dias e os níveis de estresse e pressão alta caem bastante.

O risco de diabetes também pode ser reduzido com as atividades físicas e, é claro, a dieta adequada. Inclusive, o ideal é contar com a ajuda de três profissionais. O médico, para avaliar a sua saúde como um todo, o preparador físico, para fazer um cronograma adequado de atividades e o nutricionista, que vai prescrever uma dieta balanceada de acordo com os seus exames.

Dessa forma, o sedentarismo não será mais um problema em sua vida e você conseguirá se movimentar sem provocar lesões. Afinal, mais do que praticar atividades físicas, é necessário praticá-las corretamente.

Você já tirou todas as suas dúvidas sobre o sedentarismo? Então não pare por aí! No blog da Cedro você encontra mais textos sobre atividades físicas e alimentação saudável! Assine a newsletter e não perca mais nenhum artigo sobre saúde e bem estar!