Tratamento para mau hálito: descubra essas dicas caseiras e também tratamentos profissionais

Mau hálito ou halitose é uma disfunção que afeta hoje aproximadamente 40% população brasileira, segundo dados do Blog da Saúde, do Ministério da Saúde.

Nem sempre quem possui essa condição tem consciência disso; sendo assim, as pessoas com halitose podem passar por situações embaraçosas.

Para te ajudar a reconhecer quais são os principais sintomas e tratamento do mau hálito, nós aqui do blog da Cedro escrevemos este conteúdo. Continue a leitura!

O que provoca o mau hálito?

A halitose ou o popular mau hálito é uma disfunção, que provoca um forte odor na boca.

São conhecidas aproximadamente 40 causas diferentes do mau hálito. Porém, Acredita-se que 90% dos casos de mau hálito estão relacionados com a má higiene bucal.

As principais causas do mau hálito são:

  • Cáries, dentes quebrados e estragados, que favorecem o surgimento de tártaro, que favorecem o surgimento de infecções nas gengivas;

  • Inflamações na boca;

  • Consumo de alimentos muito gordurosos, industrializados, condimentados, carne vermelha, alho e cebola em excesso;

  • Problemas gastrointestinais, como refluxo ácido;

  • Infecções no trato respiratório;

  • Estresse;

  • Tabagismo;

  • Consumo de álcool;

  • Uso de medicamentos;

  • Algumas doenças, como diabetes, doenças no rim e no fígado;

  • Apneia.

Sinais e Sintomas do mau hálito

O principal sintoma da halitose é o forte odor vindo da boca e que pode, até mesmo, ter cheiro de fezes.

Outro sintoma bastante comum é a presença de saburra em excesso, que é uma camada branca- amarelada na língua, formada por restos de alimentos que, em contato com as bactérias, pode liberar um cheiro forte.

E, como já falamos, infelizmente, nem todas as pessoas sabem que tem mau hálito. Por consequência, acabam não tratando a disfunção, o que pode gerar problemas sociais.

Para identificar o mau hálito, você pode perguntar para alguma pessoa, que você tem intimidade e que convive com você, se ela sente ou já sentiu algum cheiro mais forte vindo do seu hálito.

Outra forma mais eficaz é procurar o dentista regularmente.

O diagnóstico no dentista

Ir ao dentista regularmente, pelo menos duas vezes por ano, ajuda a descobrir mais cedo a halitose.

Esse profissional irá realizar toda uma análise da boca do paciente e do seu histórico, bem como a realização do teste organoléptico, que consiste em avaliar, pelo olfato humano, o hálito do paciente.

Outros exames também podem ser solicitados, como exames que medem a quantidade e a qualidade da saliva e quantidade de enxofre exalada na respiração.

Tratamento para mau hálito caseiro

Os casos mais simples de mau hálito podem ser tratados em casa e os principais tratamentos caseiros são:

  • Manter a boca sempre úmida, tomando pequenos goles de água durante o dia;

  • Pingar algumas gotas de limão na boca;

  • Tentar dormir de lado, pois evita que você durma com a boca aberta;

  • Comer maçã e pera, pois ajudam a limpar a boca e o dentes;

  • Colocar um cravo-da-índia na boca, pois ele tem função antisséptica, combatendo a halitose.

Caso você tenha percebido o mau hálito, realizado tratamentos caseiros e melhorado sua higiene bucal, mas o problema ainda persista, é hora de buscar um ajuda especializada: o profissional dentista.

Tratamento para mau hálito com dentista

O dentista é o profissional responsável por diagnosticar e prescrever os tratamentos mais adequados, que incluem desde a prescrição de medicamentos até tratamentos com laserterapia e eletroterapia, que são técnicas que regenera as funções das glândulas salivares.

Buscar um dentista regularmente, ajuda você a identificar a presença de halitose e assim, iniciar prontamente o tratamento.

Prevenção do mau hálito

A prevenção do mau hálito consiste em manter uma higiene bucal adequada. É recomendada a escovação dos dentes após cada refeição, com o uso do fio dental, o limpador de língua, para remoção da saburra e o uso de enxaguantes bucais sem álcool.

Mudança nos hábitos de vida podem contribuir bastante para redução da halitose, como parar o consumo de bebidas alcoólicas, cigarros, alimentos gordurosos, muito condimentados e ricos em sal. Dê preferências a alimentos mais fibrosos e consuma bastante água.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe seu comentário!

Aqui no blog da Cedro você encontra vários conteúdos interessantes e informativos para você. E, para receber em primeira mão todos os nossos artigos, assine aqui a nossa newsletter!

 

Assine nosso conteúdo, é grátis

Vamos escrever os melhores conteúdos para você

Mais de 5.000 pessoas já recebem nossos textos de especialistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *