Vamos esclarecer alguns mitos sobre seguros?

Há mitos sobre seguros que deixam todos com o pé atrás na hora de fazer a contratação. Então, por não conhecer bem, essas pessoas deixam de ter tranquilidade e oferecer segurança para a família.

Sendo assim, para desvendar de uma vez por todas essas dúvidas, acompanhe mais sobre as questões comuns entre quem pensa em contratar um seguro.

6 mitos sobre seguros que vão surpreender você

Está querendo entrar em contato com uma corretora de seguros, mas ainda tem receio se essa é a escolha certa? Para ajudar nessa decisão, veja os mitos sobre seguros que são muito difundidos e nem sempre correspondem à realidade. Acompanhe!

1. Seguro de vida apenas é utilizado em caso de morte

Mito. É comum acreditar que o seguro de vida é algo caro e que apenas pode ser utilizado em caso de falecimento. Porém, há uma variedade de coberturas para atender cada perfil.

Assim, dependendo do serviço contratado, a indenização pode ser usada em casos de doenças terminais, situações incapacitantes temporárias e despesas médicas ou odontológicas, por exemplo.

2. É possível contratar seguros pela internet

Verdade. Por meio da internet é possível fazer cotações, pesquisar sobre os serviços disponíveis e contratar um seguro. Essa facilidade vem para evitar a burocracia e aumentar a autonomia do cliente.

Além disso, mesmo fazendo a contratação por um site, os segurados podem ter contato direto ao ligar ou solicitar o atendimento on-line.

3. Contratar um seguro é caro

Mito. Há diversos valores para os seguros. Assim, o serviço é adaptável às necessidades de cada cliente. O custo varia pela idade e pelo bem a ser assegurado. Com certeza existe um seguro perfeito para as suas necessidades.

Afinal, o custo de perder um bem importante é muito mais elevado. Então, proteger seu lar com um seguro residencial é imprescindível, sem contar que a vida não tem preço.

4. O seguro de vida fornecido pela empresa é suficiente

Mito. Há o seguro de vida empresarial, mas é preciso prestar atenção a certas questões. Então, sempre confira o valor capital do seguro.

Nesse caso, confirme também se o valor que a família pode receber cobre todas as necessidades. Outro detalhe é que ao sair do emprego o ex-funcionário perde o seguro.

5. Solteiros e pessoas sem filhos não precisam de um seguro

Mito. Outro pensamento corriqueiro é que solteiros não precisam de seguro. Afinal, não há dependentes diretos. Porém, há diversos planos como o seguro viagem e o seguro de acidentes pessoais.

Logo, sem poder trabalhar ou estando longe, uma possibilidade é voltar a depender dos pais ou outras pessoas, caso tenha conhecidos que ajudem. Por isso, o seguro é uma cobertura de risco para garantir a liberdade financeira.

6. O segurado não precisa andar sempre com a carteirinha do seguro

Verdade. Apenas é preciso ter o número de telefone da seguradora para chamar a assistência. O cliente também pode acionar a corretora de seguro por meio da internet. Assim, andar com a carteirinha não é uma necessidade.

Após desvendar todos esses mitos sobre seguros você já pode ter mais tranquilidade. Então, se não quiser perder nenhuma novidade, que tal assinar a nossa newsletter? Trazemos sempre conteúdos como este, além de dicas sobre saúde, qualidade de vida e finanças.