Hemorroida: saiba o que é e se o plano de saúde cobre tratamento

Existem vários problemas de saúde que ainda são tabus a serem quebrados, e um deles é a hemorroida.

Mas afinal, o que são as hemorroidas?

As hemorroidas são veias que ficam ao redor do ânus ou do reto que se inflamam, sendo assim dilatadas. Quando isso acontece, há desconforto pois, devido às veias dilatadas, forma-se uma bolsinha do lado de fora do ânus. Coceira, dor e até sangramentos também são sintomas comuns da doença hemorroidária.

Quais são as causas da hemorroida?

Existem diversas causas para a hemorroida, as principais são:

  • Constipação, ou intestino preso;
  • Gravidez, devido à pressão que o feto faz sobre as veias da parte de baixo do abdômen e da área anorretal;
  • Ficar horas no vaso sanitário, forçando os vasos as veias do ânus, elevando o risco de dilatá-las;
  • Uso crônicos de laxantes;
  • Diarreia;
  • Obesidade;
  • Pedalar por muitas horas, pois o selim da bicicleta lesiona essa região;
  • Dieta rica em fibras combinada com pouca ingestão de líquidos, pois ocasiona em constipação;

Entre outras causas além das citadas.

Tipos e estágios da hemorroida

Existem dois tipos de hemorroida: a hemorroida interna e a hemorroida externa.

A hemorroida interna localiza-se acima do esfíncter do ânus, próximas ao reto, trazendo dor e sangramento. Este sangramento não costuma ser muito intenso, aparecendo no papel higiênico ao se limpar, e às vezes pode deixar a água do vaso sanitário avermelhada.

Já a hemorroida externa aparece na entrada do ânus, como uma bolsinha, que é um coágulo de sangue. É visível e palpável aos dedos.

Elas podem ser classificadas em 4 estágios:

  • Estágio 1: É quando elas ainda estão na parte interna. O indivíduo sente dor, coceira e tem sangramento;
  • Estágio 2: Ao defecar, o coágulo aparece, porém, depois, ao movimentar-se, volta para dentro normalmente, sem auxílio;
  • Estágio 3: Aqui o coágulo não volta mais para dentro normalmente, já é necessário o auxílio dos dedos para empurrá-lo;
  • Estágio 4: Neste estágio os coágulos ficam expostos permanentemente. Há muita dor e sangramento, e vazamento de secreções.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através de exames clínicos no próprio consultório médico coloproctologista, através de relatos do paciente e exame físico da região anal. Além disso, exames mais elaborados podem ser pedidos, como colonoscopia, anuscopia, sigmoidoscopia ou proctoscopia.

Como é o tratamento para hemorroidas?

O tratamento consiste em mudança de hábitos alimentares, em primeiro lugar. Uma dieta rica em fibras, aliada à ingestão de muito líquido é um dos principais cuidados a serem tomados. Pomadas anestésicas também podem ser indicadas, trazendo alívio às dores.

Dependendo do estágio da hemorroida, procedimentos também podem ser feitos, como o elástico, que é colocado no próprio consultório, envolvendo a base da hemorroida.

Sem sangue, ela irá necrosar e cair. A radiofrequência também pode ser utilizada, que age queimando os coágulos e secando-os. A cirurgia é indicada apenas em 5% dos pacientes com hemorroida.

Se você tem um plano de saúde, saiba que pode fazer o seu tratamento através dele, com os melhores médicos e exames necessários.

Caso não tenha, solicite agora mesmo um orçamento com a Corretora Cedro, que possui os melhores planos de saúde para você, de acordo com a sua necessidade.

Se você se interessou por esse artigo, assine a nossa newsletter e receba nossas atualizações com frequência.