Planos para recém-nascidos

Você tem dúvidas como funcionam os planos para recém-nascidos? Então leia nosso artigo onde iremos te explicar como funciona esse tipo de convênio médico.

Afinal, a chegada de um bebê traz facilidade e expectativas para os pais, e nesse momento é muito importante ter acesso a serviços de saúde de qualidade, já que, um recém-nascido necessita de cuidados médicos especiais.

Como funciona o plano de saúde para recém-nascido?

Em síntese, um plano de saúde para recém-nascido funciona como os outros convênios, paga-se uma mensalidade e é possível usufruir de serviços médicos como exame, internação e consulta.

Entretanto, um plano de saúde para recém-nascido pode ser adquirido de três modos diferentes:

  • Inclusão do recém-nascido em um plano existente.
  • Contratação de um novo plano para o recém-nascido.
  • Contratação de um plano a partir da gravidez.

Veja abaixo como funciona cada uma dessas modalidades de contratação de planos para recém-nascidos.

Inclusão do recém-nascido em um plano existente

Nessa modalidade de aquisição o bebê, natural ou adotivo, é incluído no plano de saúde da mãe, aproveitando o período de carência já cumprido por ela.

Ou seja, o recém-nascido não precisa cumprir o período de carência. Porém, para que isso aconteça a inscrição deve ser feita até 30 dias depois do nascimento ou da adoção.

Ressaltando, que também é possível realizar a inclusão do bebê no convênio médico do pai ou do responsável legal.

Contratação de um novo plano para o recém-nascido

Nessa modalidade assim que o bebê nasce é feito junto à operadora um novo contrato exclusivamente para ele.

Entretanto, como se trata de um novo contrato ele passa a valer de acordo com as normas para uma nova adesão.

Como, por exemplo, cumprimento de período de carência e liberação de exames.

Contratação de um plano de saúde a partir da gravidez

Nessa modalidade a mãe fará o plano de saúde para o futuro bebê e terá direito a cobertura para todo o pré-natal.

Ou seja, a mãe só poderá fazer procedimentos referentes ao pré-natal. Caso ela queira uma cobertura de saúde total deverá adquirir um convênio médico para ela.

Porém, os pais possuem no máximo 30 dias após o nascimento do bebê para comunicar o fato ao plano.

Desse modo, o recém-nascido poderá começar a usufruir do convênio médico.

Qual a importância e os benefícios dos planos para recém-nascidos?

Um recém-nascido dado a sua fragilidade precisa de cuidados e acompanhamento médico especial, o que faz a contratação de um plano de saúde para o pequeno ser importante. Principalmente, com a situação atual da saúde pública no Brasil.

Sendo assim, o bebê terá benefícios como acompanhamento médico, exames e consultas.

Existe carência em plano de saúde para recém-nascidos?

Como explicado anteriormente, o recém-nascido não precisa cumprir prazo de carência caso seja incluído no plano de saúde de seu responsável legal.

Entretanto, o titular deve ter cumprido o tempo de carência, e a inclusão feita até 30 dias após o nascimento.

Plano de saúde para recém-nascido: faça uma simulação

Agora que você já sabe como funcionam os planos para recém-nascidos faça uma simulação conosco, e garanta que o seu futuro bebê tenha acesso a serviços de saúde de qualidade.