Remissão no plano de saúde: saiba como funciona

Você também tem dúvidas sobre a remissão no plano de saúde?

O que é, quem tem direito, por quanto tempo e outras perguntas surgem quando esse assunto vem à tona.

Neste texto iremos explicar tudo que você precisa saber acerca desta questão, confira a seguir.

O que é Remissão no plano de saúde?

A palavra remissão por si só está atrelada a ideia de indulgência, compaixão ou até mesmo misericórdia.

No âmbito dos planos de saúde, ela significa uma cláusula que dá aos dependentes o direito de permanecerem cobertos quando do falecimento do titular do plano de saúde.

Com a morte de quem paga pelo plano, a remissão serve para que aconteça a continuidade do atendimento aos dependentes.

Como funciona?

Os custos da remissão são embutidos no plano de saúde, assim se cobra um valor a mais por ela.

Essa cobrança a mais age como um contrato de seguro “acoplado” ao seu plano de saúde.

Sendo que na hipótese de morte do titular a “indenização” seria a própria remissão, isto é, a indenização paga pelo “seguro” é a própria continuidade da prestação dos serviços do plano de saúde aos dependentes sem a cobrança de mensalidades.

Veja que a remissão não é benefício, mas sim direito do consumidor, posto que se paga por ela.

A remissão se dá pelo período de 03 a 05 anos.

Com o fim deste período, os efeitos e direitos variam conforme o plano de saúde contratado.

A Remissão no plano de saúde Familiar

O plano de saúde familiar é aquele que pode ser contratado diretamente por pessoa física (CPF).

Neste caso, ao final do período de remissão, os dependentes têm o direito de manter o mesmo plano de saúde.

Basta que iniciem o pagamento das mensalidades, as quais deverão sofrer os ajustes do período de remissão.

A Remissão no plano de saúde Empresarial

Plano de saúde empresarial é aquele contratado por empresa e disponibilizado para seus colaboradores.

Ao final do período de remissão os dependentes não podem simplesmente serem expulsos do plano de saúde.

Portanto, a súmula 21 da ANS garante o direito de contratação de novo plano dentro da mesma operadora, sem a exigência de novos prazos de carência.

Portanto, caso queira, os dependentes poderão continuar na mesma operadora do plano de saúde, bastando que arquem com as mensalidades.

A Remissão no plano de saúde Coletivo por adesão

É aquele contratado por entidades de classe ou sindicatos e disponibilizado para seus membros.

Para essa modalidade de plano são assegurados os mesmos direitos do plano de saúde empresarial.

Ou seja, nova contratação sem novos prazos de carência.

A importância da Remissão no seu plano de saúde

A contratação de um plano de saúde que contenha remissão é de suma importância, ainda mais para as famílias que possuem apenas um provedor.

Certos fenômenos da vida são inevitáveis, porém podemos nos preparar para eles.

A remissão vai permitir que a família do titular do plano de saúde tenha uma preocupação a menos, a saúde.

Gostou do conteúdo? Quer continuar bem informado por meio de nossos conteúdos exclusivos? Assine nossa Newsletter.