Cirurgia de redução de estômago pelo plano de saúde?

Dúvidas sobre a cobertura da cirurgia de redução de estômago pelo plano de saúde são comuns entre aqueles que já possuem ou desejam contratar um plano.

Por esse motivo, fizemos um artigo explicativo sobre o tema. Confira abaixo.

O que é cirurgia bariátrica?

Cirurgia bariátrica, também chamada de gastroplastia, cirurgia da obesidade ou cirurgia de redução do estômago é um procedimento médico realizado para o tratamento da obesidade mórbida ou grave, além das doenças associadas ao excesso de gordura corporal.

  • Gastroplastia (gastro = estômago e plastia = plástica)

Desse modo, o objetivo da cirurgia é reduzir o peso de pessoas com o Índice de massa corporal (IMC) muito alto.

O índice é o mais utilizado para classificar uma pessoa quanto ao grau de excesso de peso.

Ele é calculado por meio da divisão do peso em quilos (Kg) pela altura ao quadrado. Sendo assim, confira abaixo a tabela do IMC:

  • IMC- menor que 18 kg/m2: pessoas consideradas de baixo peso.
  • IMC- entre 18-24 kg/m2 para mulheres e 18-25 kg/m2 para homens: são considerados os índices de pessoas normais.
  • IMC- entre 25-30 kg/m2: índice de pessoas com sobrepeso.
  • IMC- entre 30-35 kg/m2: índice de pessoas obesas.
  • IMC- 35-40 kg/m2: índice de pessoas com obesidade moderada.
  • IMC- > 40 kg/m2: índice de pessoas com obesidade grave.
  • IMC- > 50 Kg/m2: índice de pessoas com obesidade gravíssima​.

Para quem essa cirurgia é indicada?

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) a cirurgia é indicada para pacientes com IMC acima de 35 Kg/m².

Assim como para pessoas que apresentam algumas complicações como, por exemplo, diabetes, hipertensão arterial, apneia do sono, problemas articulares ou elevação de gorduras no sangue.

A cirurgia também é indicada para pacientes com IMC maior que 40 Kg/m² que fizeram tratamento clínico para a perda de peso, mas não obtiveram sucesso.

Quais são os tipos mais comuns de cirurgias de redução de estômago?

Os tipos mais comuns de cirurgias de redução de estômago são: restritivas, disabsortivas ou mistas.

Cirurgias restritivas

Cirurgias realizadas com o intuito de diminuir a capacidade de alimentos que o estômago pode receber.

Ou seja, esses procedimentos apenas diminuem o tamanho do estômago do paciente.

Cirurgias disabsortivas

Cirurgias realizadas para reduzir drasticamente a absorção dos alimentos pelo intestino delgado.

Cirurgia mista

São cirurgias que utilizam em conjunto as técnicas restritivas e disabsortivas.

A cirurgia bariátrica é coberta pelo plano de saúde?

Sim, a cirurgia está presente no Rol da ANS de procedimentos e eventos em saúde de cobertura obrigatória pelos planos de saúde.

Desse modo, se o procedimento for uma prescrição do médico os planos devem cobrir os custos dele.

Entretanto, nesse caso o paciente precisa ter um plano de saúde que abrange internação.

Então, a cirurgia de redução de estômago pelo plano de saúde é possível para os pacientes que recebem a indicação médica.

Cirurgia de redução de estômago pelo plano de saúde: qual é o período de carência? 

O período de carência da cirurgia de redução de estômago é de 24 meses (2 anos).

Ou seja, esse período é o tempo máximo que os planos de saúde podem estabelecer para o procedimento.

Assim, o prazo é o mesmo das doenças e lesões preexistentes.

Quais os critérios ou requisitos o paciente deve atender para poder realizar esse procedimento?

Conforme a ANS para realizar a cirurgia bariátrica os pacientes devem atender os seguintes requisitos:

  • Ter entre 18 e 65 anos.
  • Insucesso no tratamento clínico realizado por, pelo menos 2 anos e obesidade mórbida instalada a 5 anos.
  • Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 35kg/m² e 39,9 kg/m² com doenças associadas ao excesso de gordura.
  • Pacientes que apresentem IMC igual ou maior que 40 kg/m², independente de comorbidades (presença de duas ou mais doenças em simultâneo no mesmo paciente).

A cirurgia para remover o excesso de pele após a bariátrica é coberta pelo plano de saúde?

Sim, pois, o procedimento conhecido como abdominoplastia pós-bariátrica está previsto no Rol de coberturas obrigatórias da ANS.

Para finalizar

Agora que você já sabe as informações sobre cirurgia de redução de estômago pelo plano de saúde, realize a simulação de um convênio médico exclusivo para você. Aqui na Cedro é rápido e fácil!