Quais Procedimentos Estéticos o Plano de Saúde Cobre?

A dúvida sobre quais procedimentos estéticos o plano de saúde cobre não é incomum entre os consumidores. Por esse motivo, fizemos esse artigo explicativo para tirar as suas dúvidas sobre o tema.

O plano de saúde cobre procedimentos estéticos?

Conforme a Lei 9656/98 (Lei dos Planos de Saúde) os planos de saúde são obrigados a cobrir apenas procedimentos estéticos que estão relacionados a alguma doença.

Ou seja, só são cobertos procedimentos estéticos voltados para a prevenção ou tratamento de enfermidades que afetem comprovadamente a saúde do consumidor.

Assim, essas intervenções médicas devem ser cobertas mesmo que tenham finalidade estética.

Além disso, é necessário que a enfermidade do consumidor tenha cobertura do seu tipo de plano de saúde.

Cirurgias estéticas reparadoras são cobertas?

Sim, desde que sejam cirurgias para reparar deformidades que causem doenças ou que sejam provocadas por elas.

Ressaltando, que diferentemente da cirurgia plástica estética, a cirurgia plástica reparadora tem como finalidade corrigir deformidades de nascença ou adquiridas.

Como, por exemplo: traumas, acidentes ou pós-cirurgia oncológica.

Ou ainda, quando o consumidor necessita da correção de algum déficit funcional parcial ou total, e o tratamento exige recursos técnicos da cirurgia plástica.

Quais Procedimentos Estéticos o Plano de Saúde Cobre: exemplos

Veja abaixo alguns exemplos de cirurgias e procedimentos estéticos cobertos pelos planos de saúde.

Cirurgia para redução da mama

Cirurgia feita para deixar a mama proporcional ao corpo da mulher e aliviar o desconforto e problemas causados por seios muito grandes.

Cirurgia de correção de miopia e hipermetropia

Nesse caso, o paciente precisa se enquadrar em alguns critérios. Deve ter entre 5,0 e 10,0 graus de miopia, com ou sem astigmatismo até 4,0 graus.

Já para a hipermetropia, é preciso ser maior de idade, ter até 6,0 graus de hipermetropia (com grau estável há um ano), com ou sem astigmatismo até 4,0 graus.

Cirurgia bariátrica

Cirurgia realizada para reduzir o peso de pessoas com o Índice de massa corporal (IMC) muito elevado.

Entretanto, conforme ANS, a cirurgia bariátrica é indicada para pacientes obesos, que já passaram por tratamento clínico com medicamentos e mudanças de estilo de vida, mas não obtiveram sucesso.

Cirurgia de reconstrução da mama

Cirurgia realizada por mulheres que fizeram mastectomia (retirada do seio) em decorrência de câncer de mama.

O que fazer caso o plano de saúde negue a cobertura de procedimentos estéticos relacionados à saúde?

Caso o plano de saúde faça essa negativa, certamente o consumidor deverá denunciar a conduta a ANS.

Assim, se o impasse persistir é preciso entrar na Justiça para conseguir o tratamento estético pelo plano.

Tratamentos a laser são cobertos pelo plano de saúde?

Sim, desde que o paciente tenha alguma enfermidade que precise desse tipo de tratamento.

Entretanto, é preciso que a necessidade seja atestada por um profissional de saúde.

Veja alguns exemplos de tratamentos a laser cobertos pelo plano de saúde:

  • Tratamentos de catarata (Capsulotomia).
  • Retirada de cálculo renal ou pedras da bexiga (cistolitotripsia a laser).
  • Desobstrução brônquica a laser para desentupimento e melhoria na capacidade respiratória;
  • Retirada de tumor: via endoscopia a laser e fotocoagulação.
  • Desobstrução dos vasos sanguíneos via endolaser (varizes).
  • Fotocoagulação de tumor vesical.
  • Ureterorrenolitotripsia (procedimento endo-urológico).
  • Remoção de lesões malignas com microcirurgia a laser.

Portanto, agora que você já sabe quais procedimentos estéticos o plano de saúde cobre, não deixe de cuidar da sua saúde. Entre em contato conosco e encontre o plano de saúde ideal para você.